Empreendimentos familiares se adaptam às legislações sanitárias e ambientais
26/03/2021 - 13:07

A regularização é um passo importante para que a agroindústria familiar consiga expandir seu público consumidor. Na região de Guarapuava os extensionistas do IDR-Paraná (Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná-Iapar-Emater) acompanham diversos empreendedores rurais para que eles consigam acessar o mercado formal. Desde o ano passado, cerca de 70 agroindústrias foram regularizadas na região.

O município de Cantagalo tem se destacado na região quando se fala em agroindústrias.  Há uma grande diversidade de produtores que trabalham com produtos de origem animal (mel, derivados de leite e ovos) e quatro agroindústrias estão finalizando o processo de legalização. "Quando o agricultor toma a decisão de legalizar a sua produção, é importante iniciar um planejamento que vai abordar todas as etapas para que a agroindústria consiga entrar no mercado", ressalta a extensionista Estella Paula Galina, do IDR-Paraná de Guarapuava. Ela lembra que é preciso planejar a construção ou reforma da estrutura existente para atender às exigências legais. Estella destaca que ao formalizar a agroindústria, o produtor deve verificar a necessidade de contratação de mão-de-obra, além de organizar a documentação para encaminhar aos órgãos de fiscalização.  Outra exigência é obter o licenciamento ambiental para o funcionamento da empresa.

Mesmo se tratando de um empreendimento familiar, no meio rural,  é preciso ter um responsável técnico que responda pela agroindústria. Os produtos devem ter uma rotulagem adequada, contendo informações como ingredientes e data de validade. "São muitos aspectos que devem ser construídos num trabalho conjunto do agricultor  com o extensionista", ressaltou Estella. 

O IDR-Paraná desenvolve o projeto Agroindústria Familiar em todo o estado. Por meio do trabalho de estruturação e regularização dos empreendimentos rurais, os extensionistas possibilitam que esses produtos cheguem a mercados antes inacessíveis. "A ampliação do mercado consumidor gera um aumento de renda das famílias, diversifica a produção, incentiva a utilização de mão de obra de mulheres e jovens. Outro fator importante é que  as agroindústrias familiares dinamizam o mercado local e regional, pois normalmente esses produtos são comercializados dentro do município ou em cidades vizinhas", concluiu Estella. Qualquer produtor interessado em legalizar sua agroindústria pode procurar informações com os extensionistas do IDR-Paraná do seu município.

Últimas Notícias