Série Crédito Rural: Pronaf Mais Alimentos financia investimentos na propriedade familiar
14/12/2020 - 10:27

José Carlos Nunhez e o filho Glauber vivem numa propriedade de 21 hectares, na zona rural de Cianorte. Eles produzem queijos, frutas e panificados. Toda a produção é vendida em restaurantes e na feira do produtor do município. Mas até pouco tempo atrás os dois tinham apenas um veículo para entregar a produção. Em Iretama a falta de equipamentos estava limitando a atividade de alguns produtores de leite. Sem recursos próprios para investir em infraestrutura, a saída foi recorrer ao Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar). Com recursos da linha de crédito Pronaf Mais Alimentos eles puderam investir na sua estrutura de produção.

Em setembro deste ano José Carlos e Glauber foram até uma concessionária em Cianorte para receber dois utilitários adquiridos por meio do Pronaf Mais Alimentos. O projeto de financiamento dos veículos foi elaborado pelos extensionistas do Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná – Iapar-Emater (IDR-Paraná) que acompanharam todo o processo. Para os produtores, os veículos farão toda diferença na rotina de trabalho. “Nós vendemos produtos na feira e precisamos ter bastante higiene. Com essa caminhonetinha toda fechadinha, toda vedada, os produtos chegam limpinhos. Bem caprichado para serem comercializados na feira”, conta José Carlos. Ele acrescentou que comprar um veículo à vista, sem a ajuda do Pronaf, seria complicado. "O programa facilita bastante o pagamento do financiamento", concluiu.

Edson Tampelini, que foi o extensionista do IDR-Paraná responsável pela elaboração do projeto, disse que o crédito rural é importante para os agricultores familiares. Segundo ele, os recursos podem ser aplicados no apoio a empreendimentos agroindustriais ou na aquisição de veículos utilitários, facilitando o trabalho e propiciando o aumento da produção e renda. "Esta ação favorece a permanência da família no campo", observou. O gerente de relacionamentos da carteira agrícola do Banco do Brasil de Cianorte, Redemar Ledo Marquesete, destacou que o crédito para o pequeno produtor melhora a infraestrutura da propriedade, aumento a renda da atividade agropecuária e ainda colabora para o processo de sucessão familiar.  O gerente regional do IDR-Paraná em Cianorte, Paulo Preto, afirmou que o crédito rural do Pronaf viabiliza a produção dos pequenos produtores em relação a renda.

Leite

Em Iretama os recursos do Pronaf vêm sendo aplicados em projetos de investimento e custeio de produtores de leite.  Segundo o responsável local do IDR-Paraná, Jorge André Fernandes, os produtores estão fazendo mais uso dessa política pública nas propriedades, utilizando esses créditos com mais eficiência para investir na infraestrutura, compra de máquinas e equipamentos. "Essas aquisições facilitam o trabalho na propriedade e melhoram a renda das famílias, gerando empregos, dinamizando e fomentando a economia do município", concluiu o extensionista.

Rubens Aparecido de Carvalho é um exemplo do impacto dos recursos de investimento e custeio do Pronaf. O rebanho do produtor rendia, no máximo, 120 litros por dia. Com o investimento feito na melhoria do rebanho, compra de maquinário e melhoria da alimentação dos animais, a produção saltou para 330 litros diários. Na opinião do produtor esse resultado só foi conseguido graças ao crédito qualificado, com orientação técnica. “Tudo que eu tenho hoje devo primeiramente a Deus, e segundo por ter acesso ao Pronaf para melhorar minha atividade. É daqui da minha propriedade que eu consigo sustento para sobreviver e quero sempre contar com o apoio dos técnicos do IDR-Paraná, porque eles me proporcionaram uma mudança na minha vida”, relatou.

Para se habilitar ao crédito rural, por meio do Pronaf é necessário que o produtor tenha a Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP), documento que pode ser obtido nos escritórios do IDR-Paraná ou Sindicatos Rurais. É possível financiar investimentos para implantar, ampliar ou modernizar a estrutura das atividades de produção e de armazenagem na propriedade rural. Os recursos também podem ser usados para a compra de máquinas agrícolas, equipamentos e implementos, matrizes, formação e recuperação de pastagens, proteção e correção do solo, tratores e embarcações, entre outras iniciativas. A taxa de juros é de até 4% ao ano com prazo de pagamento de dez anos.

Os extensionistas podem dar todas as orientações para interessados em conseguir financiamentos no Pronaf Mais Alimentos, e além dele outras linhas especiais de investimento são oferecidas, para agroecologia, agroindústrias, atividades florestais, energias renováveis, manejo e conservação de água e solos, piscicultura, pesca, jovens e mulheres rurais, entre outros.

Reportagem: Roberto Junior Monteiro

Últimas Notícias