Estações Meteorológicas do Paraná

Estação Agrometeorológica
 
Histórico

     As primeiras estações meteorológicas do Paraná foram instaladas no início do século XX pelo Instituto Nacional de Meteorologia, ligado ao Ministério da Agricultura. Muitas delas ainda estão em funcionamento.
     A primeira rede agrometeorológica estadual foi projetada em 1969, através de um convênio entre os governos de São Paulo e do Paraná, utilizando recursos do BADEP. Assim, a partir da década de 70, foram adquiridas e instaladas 22 estações meteorológicas. Em 1975 o IAPAR assumiu a rede agrometeorológica estadual e continuou instalando novas estações, buscando cobrir todas as variações de latitude e relevo do estado. Nos anos 80 o IAPAR já contava com 33 estações meteorológicas, todas com equipamentos de alta qualidade (da marca R. Fuess), como termômetros de mercúrio, aparelhos registradores de acionamento mecânico e outros. Devido à falta de contratação de funcionários, algumas estações foram fechadas na última década. Atualmente o IAPAR conta com 22 estações agrometeorológicas.
    Em 1997 começaram a ser instaladas as primeiras estações automáticas do Instituto Tecnológico SIMEPAR, com dados registrados a cada hora. O SIMEPAR conta atualmente com 37 estações distribuídas pelo estado.
     Recentemente o INMET iniciou a implantação de uma rede de estações automáticas em todo o Brasil, inclusive no Paraná. Essa rede substituirá as estações convencionais do INMET e incluirá também novos locais.
    Para completar, a SUDERHSA dispõe de pontos de coleta de dados de precipitação (chuva) e de nível dos rios na maioria dos municípios paranaenses.

 
Estações convencionais x automáticas

  As estações meteorológicas mais antigas, com aparelhos de acionamento mecânico, são chamadas de “convencionais” para diferenciar das estações “automáticas”, a nova tecnologia que vem sendo utilizada desde a década de 90 no Paraná. A principal diferença é que uma estação convencional depende do trabalho do observador meteorológico para o registro dos dados. O observador vai à estação às 09:00h, 15:00h e 21:00h para anotação das principais variáveis do tempo, tais como temperatura, precipitação, pressão atmosférica, ventos, etc. Já as estações automáticas têm as variáveis registradas eletronicamente e enviadas a uma central, através de tecnologia de satélites ou telefonia celular.

Redes convencionais do Paraná: IAPAR, estações antigas do INMET e SUDERHSA

Redes automáticas do Paraná: SIMEPAR e as novas estações do INMET

 
REDES DE ESTAÇÔES METEOROLÓGICAS NO PARANÁ
 
IDR-Paraná

22 Estações Meteorológicas Convencionais (acionamento mecânico), com leituras às 09:00h, 15:00h e 21:00h

Variáveis analisadas: Temperatura do ar (Média, Máxima e Mínima), Temperatura do Solo, Precipitação, Ocorrência de Geadas, Umidade Relativa do Ar, Insolação, Radiação Solar, Velocidade e Direção dos Ventos, Evaporação, Fenômenos Diversos (trovoada, relâmpago, granizo, outros)

Contato:
E-mail: sam@idr.pr.gov.br
Telefone: (43) 3376-2207 ou 3376-2248

 
Simepar

37 Estações Automáticas

Variáveis analisadas: Temperatura do ar (Média, Máxima e Mínima), Precipitação, Umidade Relativa do Ar, Radiação Solar, Velocidade e Direção dos Ventos

Contato:
E-mail: osmar@simepar.br
Telefone: (41) 3320-2000

 
Inmet

21 Estações Automáticas (em implantação)

Variáveis analisadas: Temperatura do ar (Média, Máxima e Mínima), Precipitação, Umidade Relativa do Ar, Radiação Solar, Velocidade e Direção dos Ventos

Contato:
Para dados dos últimos 90 dias pesquisar em www.inmet.gov.br, entrar em “estações automáticas”. Para períodos anteriores a 90 dias, solicitar dados através do e-mail: sadmet.df@inmet.gov.br

 
Instituto de Águas do Paraná (Antiga SUDERHSA)

348 Municípios com Postos Pluviométricos

Variáveis analisadas: Leituras diárias de chuva e nível dos rios.

Contato:
E-mail: edson-nagashima@aguasparana.pr.gov.br
Telefone: (041) 3213 -4700