IDR-Paraná desenvolve projetos para inclusão produtiva de famílias vulneráveis
24/05/2021 - 12:12

O programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais se destina a promover a inclusão produtiva de agricultores familiares, assentados e comunidades tradicionais. O Ministério da Cidadania e a Secretaria de Agricultura Familiar do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, se articulam a ações de assistência técnica e extensão rural para desenvolver os projetos e transferir recursos não reembolsáveis para os beneficiários. Cada família recebe R$ 2.400, a fundo perdido. Para isso é preciso estar inscrito no Cadastro Único, ter uma renda de até R$ 89,00, per capita e possuir a Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP).

Na região de Campo Mourão os servidores do IDR-Paraná (Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná - Iapar-Emater) estão atendendo 70 famílias que participam do Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais. Os recursos federais são investidos em diversas atividades como na aquisição de equipamentos agrícolas e adubo para pastagem, na construção de instalações (chiqueiro, mangueira, galinheiro) ou na compra de animais. No total estão sendo investidos R$ 168.000, em seis municípios, beneficiando famílias que vivem em situação de extrema pobreza.

O principal objetivo da atuação dos profissionais do IDR-Paraná neste programa é contribuir para que as famílias beneficiadas saiam da condição de extrema pobreza, aumentem sua segurança alimentar e nutricional, ampliem a geração de renda e aumentem sua auto estima. Os extensionistas desenvolvem projetos, acompanham sua execução e orientam a aplicação dos recursos em atividades compatíveis com a realidade e afinidades de cada agricultor. A partir do trabalho próprio e do apoio das políticas públicas, as famílias conseguem ampliar a produção de alimentos e a sua renda.

Em Roncador, os investimentos do programa chegam a R$ 36.000 e quinze famílias de agricultores familiares estão sendo beneficiadas. Para o desenvolvimento do programa no município, o IDR-Paraná trabalha em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social. De acordo com a extensionista Marinalva de Jesus Oliveira, com esta ação as famílias estão tendo a chance de intensificar as atividades que já vinham desenvolvendo nas propriedades. "Dessa forma, o beneficiário tem a possibilidade de melhorar a qualidade de vida da sua família, pois além de aumentar a produção para o consumo ele também gera renda na propriedade com a comercialização do excedente produzido", concluiu Marinalva.

Reportagem: Roberto Monteiro