IDR-Paraná viabiliza 4.539 projetos de energia renovável no estado
03/10/2022 - 10:50

Para facilitar o acesso a novas tecnologias para geração de energia, desde agosto de 2021, o governo do estado vem implementando o programa RenovaPR.

Ildo Alexandre Rottoli cria frangos de corte em Cascavel. Nos dois barracões de sua propriedade ele abriga 34 mil aves que demandam cuidados e um alto gasto com energia elétrica. A necessidade de vários equipamentos para manter as condições ideais para os frangos, vinha rendendo uma despesa mensal de R$ 3.000 com energia elétrica. Para diminuir esse gasto, Rottoli decidiu apostar na energia solar, uma novidade na região. Ele foi o primeiro avicultor a ter um projeto de painéis fotovoltaicos instalado na propriedade em Cascavel, viabilizado pelo programa RenovaPR. O equipamento está em funcionamento desde janeiro deste ano e está rendendo uma boa economia. Há alguns meses, Rottoli paga apenas a taxa básica de consumo. “No começo eu pensei muito para instalar esses painéis. Mas é um negócio bom. Quando eu faço as contas, o que eu pagaria de conta de luz já pago a prestação do financiamento. Daqui a oito anos estarei livre dessa dívida”, comemora o avicultor.

Para viabilizar a instalação das 144 placas solares na propriedade, Rottoli contou com a assistência dos técnicos do IDR-Paraná (Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná – Iapar-Emater). “O pessoal fez o projeto e ajudou a arrumar a documentação. Em quatro meses as placas já estavam instaladas”, conta o avicultor. Rottoli informou que o projeto custou cerca de R$ 200 mil e foi financiado em oito anos.

Cada vez mais produtores estão optando por instalar projetos de geração de energias alternativas em suas propriedades. Para facilitar o acesso a novas tecnologias, desde agosto de 2021 o governo do estado vem implementando o programa RenovaPR. O objetivo é justamente apoiar a geração distribuída de energia elétrica a partir de fontes renováveis, em especial biomassa e energia solar em unidades produtivas rurais no estado. Também é considerada como fonte disponível a energia de Centrais Geradoras Hidrelétricas (CGH) e de Micro Centrais Geradoras Hidrelétricas.

Para estimular os produtores a aderirem às novas tecnologias, o IDR-Paraná tem promovido visitas técnicas, reuniões e seminários para divulgar as vantagens das energias renováveis junto aos produtores. Também mantem parcerias com a FAEP (Federação da Agricultura do Estado do Paraná), sindicatos, cooperativas, empresas integradoras, agroindústrias e instituições de crédito para facilitar o acesso dos interessados aos benefícios do programa.

De acordo com os levantamentos, até o dia 03 de outubro de 2022, o RenovaPR viabilizou 4.539 projetos, sob a orientação do IDR-Paraná. O montante de recursos chegou a R$ 864 milhões, mobilizados com o apoio do Banco do Agricultor Paranaense. Além disso, o programa já cadastrou 559 empresas que prestam serviços de instalação de equipamentos de energia solar no estado e 18 de biogás/biometano. O RenovaPR disponibiliza linhas de financiamento e equalização de taxas de juros que incentivam a implantação de tecnologias de geração e uso de energias renováveis. O programa ainda oferece incentivos tributários e de aproveitamento de créditos.

O RenovaPR é coordenado pelo Sistema Estadual de Agricultura, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento e do IDR-Paraná. Conta também com a parceria de órgãos públicos e privados, entre eles, Sistema Faep/Senar, Sistema Ocepar, Fetaep, Sistema Fetraf, Embrapa Suínos e Aves, Centro Internacional de Energias Renováveis (CIBiogás), Associação Paranaense de Planejamento Agropecuário (Apepa) e Associação dos Municípios do Paraná (AMP).

Reportagem: Roberto Monteiro