Crédito Rural

 

 

 

 

 

 

 

 

O Crédito Rural no Brasil foi instituído no Brasil e 1965 com o objetivo de disponibilizar recursos financeiros para investimentos, inclusive para armazenamento, beneficiamento e industrialização, e também custeio da produção e da comercialização.

O público prioritário seria o pequeno e médio produtor, mas dados demonstram que estes, tinham pouco acesso aos recursos, que acabaram sendo canalizados para os Agricultores mais estruturados e que apresentavam maiores garantias aos agentes financeiros. Com isso as consequências foram o êxodo rural, a concentração de terras e de riquezas, a monocultura, os acampamentos e os conflitos agrários.

Trinta anos depois, em 1995, o Governo Federal criou o que hoje é o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar – PRONAF, reconhecendo assim a importância e o potencial da agricultura familiar, programa este reconhecido, internacionalmente como um conjunto de políticas púbicas voltadas para promover o desenvolvimento sustentável do meio rural brasileiro.

Entre outras políticas públicas o Crédito Rural é, possivelmente, o mais importante insumo capaz de contribuir de forma decisiva para o desenvolvimento rural sustentável, desde que seja utilizado como instrumento e meio de estruturação e reestruturação das unidades produtivas, das comunidades rurais, dos municípios e dos territórios rurais. Porém, o Crédito Rural só cumprirá o seu papel se aplicado associado a uma proposta ou um projeto de desenvolvimento da família, que contemple a diversificação e a sustentabilidade das explorações, o beneficiamento e industrialização da produção, o aumento e agregação da renda, e a geração de ocupação e emprego no ambiente rural.

A parceria entre as organizações de Assistência Técnica e Extensão Rural, Agentes Financeiros, Sindicatos e Prefeituras Municipais, tem contribuído para o acesso aos recursos do Crédito Rural pelos Agricultores, fomentando o uso de tecnologias adequadas e a melhoria da infraestrutura produtiva das unidades Produtivas.

O Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná – IDR-Paraná desenvolve um trabalho importante na elaboração de projetos e na qualificação do crédito rural, promovendo a capacitação dos agricultores no uso de tecnologias para aumentar a produtividade e investimentos em infraestrutura para promover a sustentabilidade – econômica, social e ambiental - das unidades produtivas, com o objetivo de agregar renda e gerar empregos no campo.

A presença dos Agentes de Desenvolvimento é indispensável para prestação dos Serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural de forma contínua, abrangente e permanente, pois o Rural tem que ser transformado num ambiente produtivo, rentável, sustentável, agradável e atrativo para se viver, especialmente para os jovens agricultores.

 

Mais Dados sobre Crédito Rural